07 agosto 2020

Nota da CGTP-IN sobre Fernanda Lapa

Fernanda Lapa: 1943-2020

Foi com enorme pesar que a CGTP-IN tomou conhecimento do falecimento da actriz, encenadora e directora artística da companhia Escola de Mulheres – Oficina de Teatro, Fernanda Lapa.

A CGTP-IN homenageia a mulher de convicção indestrutível, figura incontornável do teatro português, imagem de luta e resistência, de verdade e cidadania, bem como de praticamente seis décadas de profunda dedicação à arte teatral, ao cinema e à televisão.

Fernanda Lapa teve uma vida ligada às causas dos trabalhadores, lutadora empenhada na luta pela cultura, pela liberdade, pelos direitos dos trabalhadores, em particular, dos trabalhadores das artes de espectáculos. Uma das mais conceituadas encenadoras do nosso país, dirigiu inúmeros espectáculos e levou a cena, na Escola de Mulheres, companhia que ajudou a fundar, a sua luta de sempre pela igualdade entre homens e mulheres, na vida e no teatro.

Colaborou com a CGTP-IN, nomeadamente no seu 10.º aniversário, em 1980 (ver foto), no âmbito do qual declamou poemas de José Gomes Ferreira. Combatente empenhada, era possível e natural encontrá-la em várias lutas com a simplicidade que a caracterizava, como recentemente, nas acções de luta do sindicato CENA-STE. Deixa-nos uma lutadora de causas e convicções, uma mulher e um exemplo da luta pela democracia, pela liberdade e pela cultura.

A todos os familiares e amigos, deixamos o nosso voto de pesar e de celebração pela reconhecida carreira e pelo exemplo de vida da Fernanda.

10. aniversário da CGTP-IN - Comício na Voz do Operário, Lisboa, 1980-10-01. CGTP-IN/João Silva

01 maio 2020

Fernando Gomes celebra o dia do trabalhador

Uma mensagem enquanto membro da Comissão Executiva da CGTP-IN e do Secretariado da Corrente Sindical Socialista da CGTP-IN onde lamento as mortes ocorridos em Portugal em função da infecção pelo COVID-19.

26 março 2020

FIQUEM EM CASA...

Voltou a fazer sentido a frase atribuída ao Marquês de Pombal: «enterrar os mortos e cuidar dos vivos».

09 novembro 2019

TURIMENHA, UM GENUINO TINTO DO POTE COM PAIXÃO!

No site da Turimenha de Carlos Sequeira, encontramos o título "TURIMENHA, UM GENUINO TINTO DO POTE"... acrescento eu: COM PAIXÃO!

Eu, que não bebia vinho tinto, só às vezes um branco, não pela sua qualidade mas pelo facto de o beber bem gelado, comecei há alguns meses a beber uns tintinhos. Garanto que foi conselho médico. Agora dou por mim a escolher vinhos para me deliciar aos almoços de sábados e domingos.

Ontem, por ocasião do lançamento do novo romance de Florival Lança, em Marvão, tive pela primeira vez o privilégio de visitar a adega familiar do Dr. Carlos Sequeira em São Salvador da Aramenha. Um espaço com história, um espaço de negócio, um espaço de paixão.

Vinhos que ali são produzidos por amor à tradição, por homenagem ao avô paterno e ao pai, Manuel Carlos. Uma paixão de Carlos Sequeira que honra a tradição familiar.

Provei e comprovei a qualidade dos vinhos ali produzidos. 

Obrigado pelo acolhimento e simpatia. 

"Desinfete, desinflame, cicatrize e não irrite, ilumine a nossa consciência, abra o nosso coração e nos dê temperança!"

06 novembro 2019

Novo romance de Florival Lança apresentado em Marvão (É Marvanense quem ama Marvão)

É já no próximo dia 08 de Novembro que Florival Lança apresenta o seu último romance.

Mais um romance que o autor faz questão de situar na zona de Marvão.

Não só é Marvanense quem nasce e vive em Marvão.

É Marvanense quem ama Marvão!

18 outubro 2019

XVI Congresso da Corrente Sindical Socialista da CGTP no INATEL da Foz do Arelho

Aqui deixo notícia da CSS da CGTP-IN sobre a realização do seu Congresso.

A Corrente Sindical Socialista da CGTP vai organizar nos dias 26 e 27 de Outubro de 2019 o seu XVI Congresso no INATEL da Foz do Arelho.

Um Congresso subordinado ao tema:
CONTINUAR A DESENVOLVER SOCIALMENTE PORTUGAL, NUMA EUROPA PROGRESSISTA - POR UM MUNDO EM PAZ

Na CGTP-IN, reforçar o combate ao sectarismo - por um sindicalismo democrático, autónomo e reivindicativo

Um Congresso de especial importância pois antecede o da CGTP-IN a realizar em Fevereiro de 2020.

O Congresso é para todos os membros da Corrente, simpatizantes e militantes, e as inscrições decorrem até 21 de Outubro.

A Corrente Sindical Socialista da CGTP-IN é a organização que agrupa delegados, dirigentes e activistas sindicais socialistas e independentes que desenvolvem a sua actividade no âmbito dos Sindicatos, Uniões e Federações da CGTP-IN e nos órgãos centrais da Confederação Geral de Trabalhadores Portugueses - Intersindical Nacional.

04 outubro 2019

Eu voto no Partido Socialista


Não há conquistas sociais à esquerda sem o Partido Socialista.

Bem sei o que foram os governos do PS em que predominaram políticas apelidadas de direita.

Todos sabemos a decepção que essas políticas causaram nas pessoas. Creio mesmo, que se o PS tivesse em 2015, viabilizado um governo da direita, teria corrido o risco de desaparecer como aconteceu com outros Partidos Socialistas e Social Democratas por essa Europa fora.

Também sabemos que na área laboral a herança da legislação da direita dos governos PSD/CDS não foi abolida.

Mas o que foi feito de positivo supera em muito o negativo. Desde o salário mínimo, passando pelas pensões e manuais escolares, acabando naquela que é para mim a política pública mais importante desta governação: a redução dos preços dos passes sociais.

Valeu a pena o entendimento entre o PS, BE, PCP e os Verdes. Obrigado a António Costa por ter liderado este processo.

Espero que com ou sem maioria absoluta o PS não volte aos tempos das “políticas de direita”, até porque, como disse há dias Pedro Nuno Santos num programa televisivo, “o PS é um Partido de esquerda que tem uma minoria de direita”.

Domingo lá estarei em Marvão a votar na lista de candidatos do PS ao circulo eleitoral de Portalegre encabeçada pelo Luís Testa. O deputado que melhor representou o distrito nas últimas décadas.

03 outubro 2019

Sindicalistas Socialistas e Independentes da CGTP-IN apoiam Partido Socialista

Aqui deixo o Manifesto de apoio ao Partido Socialista que a Corrente Sindical Socialista da CGTP acabou de divulgar:


MANIFESTO DE APOIO
DOS SINDICALISTAS SOCIALISTAS E INDEPENDENTES DA CGTP-IN AO PARTIDO SOCIALISTA NAS ELEIÇÕES DE 6 DE OUTUBRO DE 2019

Para bem dos trabalhadores, é necessário que Portugal continue a desenvolver-se:
em 6 de Outubro vamos tod@s votar PS

O Governo PS vai ser avaliado nas próximas eleições pelos portugueses e portuguesas - o verídico final vai ser dado pelo Povo, democraticamente, em de 6.Outubro.

O Governo PS, sustentado na Assembleia da Republica pelo PCP, o Bloco de Esquerda e o PEV, parou e superou a política de austeridade que o PSD e o CDS implementaram em Portugal durante cinco anos e que provocou uma crise económica, um elevado desemprego, uma grande pobreza e, em geral, uma profunda regressão económica e depressão social.

O Governo PS realizou políticas publicas de que resultaram a recuperação de direitos sociais e laborais retirados pelo governo do PSD/CDS (como foi o caso, entre muitos outros, dos quatro feriados), a evolução dos rendimentos (particularmente do Salário Mínimo Nacional e de outros salários e de pensões) e a criação de novos direitos sociais (muito em especial o novo sistema de passes sociais).

O mais relevante é que estas políticas progressistas acompanharam em linha o crescimento económico, o aumento do PIB, a redução do desemprego e de recuperação face á União Europeia, contrariando em absoluto o fatalismo da Direita.

O Primeiro-ministro António Costa, ultrapassou a desesperança dos trabalhadores e reformados, provocadas pelo desemprego, a exclusão e as desigualdades criadas pelo Governo da Direita.

Com a sua acção politica, António Costa e o Governo do Partido Socialista contribuíram decisivamente para o ambiente global de Bem-estar que vivemos em Portugal, o que é ainda mais significativo perante o surgimento da extrema-direita populista na Europa e no Mundo.
O Governo PS e o Primeiro-ministro António Costa, com as politicas progressistas que realizaram em Portugal, demonstraram que existe um outro caminho possível e totalmente contrário ao realizado pela Direita, de generalização do empobrecimento económico e de um profundo retrocesso social.

Mas, se o Governo PS demonstrou que este é “o caminho” que é necessário trilhar, a verdade é que ainda falta muito “caminho para caminhar” – necessitamos de continuar no futuro o que o presente tem de positivo!

Os trabalhadores e as trabalhadoras:
  • Compreendem que os perigos e obstáculos políticos, de carácter conservador, neoliberal e populista continuam a existir a nível nacional, europeu e internacional, sendo necessário consolidar o que já foi realizado – e unicamente o Partido Socialista assegura esta consolidação;
  • Necessitam que os problemas sociais e laborais que ainda não puderam ser resolvidos nesta legislatura o sejam na próxima – e só um Governo do Partido Socialista o pode fazer;
  • Ambicionam que, em Portugal, se continue a efectivar políticas de crescimento económico e de progresso social - e apenas um Governo do Partido Socialista garante que tal sucederá;
  • Desejam que as graves assimetrias sociais que persistem na Sociedade portuguesa sejam solucionadas – e somente um governo do Partido Socialista o pode realizar;
  • Entendem que a União Europeia necessita urgentemente de um novo e forte impulso progressista, que afaste as políticas conservadoras e neoliberais predominantes nos últimos anos e combata decisivamente a extrema-direita populista – e apenas o Partido Socialista assegura a concretização deste objectivo;
  • Sabem que somente um político sério, inteligente, corajoso e progressista tem condições para enfrentar, com êxito, os enormes desafios que se colocam actualmente a Portugal e aos portugueses – e António Costa, Secretário-geral do PS e Primeiro-Ministro, já demonstrou ter estas características pessoais!
É por estas razões que os sindicalistas socialistas e independentes da CGTP-IN
MANIFESTAM TODO O SEU APOIO AO PARTIDO SOCIALISTAS NAS ELEIÇÕES DE 6 DE OUTUBRO e, certos de interpretar os sentimentos da larga maioria dos trabalhadores afirmam convictamente que,
EM 6 DE OUTUBRO, VAMOS TOD@S VOTAR
Partido Socialista,
PARA BEM DOS TRABALHADORES!

A Corrente Sindical Socialista da CGTP-IN

31 agosto 2019

Elsa Figueiredo e Maria da Luz Nogueira doaram espólios documentais à CGTP-IN

Aqui deixo notícia sobre doação de espólios documentais à CGTP-IN:

Elsa Figueiredo e Maria da Luz Nogueira doaram espólios documentais à CGTP-IN
© CGTP-IN/Jorge Caria
A 29 de Agosto de 2019, pelas 15h00, na sede da CGTP-IN, em Lisboa, Elsa Figueiredo e Maria da Luz Nogueira formalizaram a doação de dois acervos documentais a esta confederação sindical.

Elsa Figueiredo doou uma vasta colecção de recortes de imprensa e de boletins, circulares e outros documentos produzidos por sindicatos, federações, uniões e CGTP-IN que testemunham a actividade laboral e sindical nos vários sectores da economia portuguesa entre 1944 e 1997. Foi funcionária da biblioteca do Sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas e delegada sindical do CESP.

Maria da Luz Nogueira doou um conjunto de 24 números do Interjovem: Boletim da CGTP-IN para os Jovens publicados entre Dezembro de 1986 e Janeiro/Fevereiro de 1993. Maria da Luz participou na criação da Interjovem, em 1989, da qual foi coordenadora até 1992. A Interjovem é a organização de jovens trabalhadores da CGTP-IN responsável por dinamizar acções e iniciativas reivindicativas que promovam a melhoria das condições de trabalho e de vida dos jovens.

Na sessão em que Elsa Figueiredo e Maria da Luz assinaram os respectivos autos de doação, Fernando Gomes, membro da Comissão Executiva e do Secretariado do Conselho Nacional da CGTP-IN responsável pelo Centro de Arquivo e Documentação desta Central, apresentou ao público que enchia a sala uma breve nota biográfica das doadoras e abordou sucintamente o conteúdo e dimensão dos acervos em questão.

As antigas dirigente da Interjovem e funcionária da biblioteca do Sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas intervieram de seguida para contextualizarem o processo de constituição destes fundos documentais, salientando a importância de deixar testemunho, acessível a actuais e futuros dirigentes, funcionários e activistas sindicais, trabalhadores e sociedade em geral, do que foram períodos de luta e conquista de direitos fundamentais para os trabalhadores em Portugal, antes e depois da revolução de 25 de Abril de 1974.

Arménio Carlos, secretário-geral da CGTP-IN, encerrou a sessão, sublinhando a importância destes acervos para a preservação, valorização e divulgação da memória do movimento sindical português junto dos trabalhadores e da sociedade em geral. Esta actividade de recolha de acervos que a CGTP-IN tem vindo a fazer no âmbito do seu Centro de Arquivo e Documentação, aliada ao restante trabalho em curso neste sector, contribui para, de forma mais sustentada e contextualizada, perspectivar o presente e o futuro da actividade sindical. Destacou ainda a coincidência de ambos os espólios terem em comum, nos documentos que os constituem, duas criações: a da Intersindical, em 1970, e a da Interjovem, em 1989, dois momentos marcantes na vida democrática e sindical do nosso país.

05 julho 2019

Plenário Nacional de Sindicatos da CGTP na Casa do Alentejo em Lisboa.

Em discussão, neste plenário nacional de Sindicatos da CGTP na Casa do Alentejo em Lisboa, o XIV Congresso da CGTP que se vai realizar a 14 e 15 de Fevereiro de 2020.
Tive a oportunidade de intervir sobre os aspectos logísticos enquanto responsável do grupo de implantação do Congresso. 

01 maio 2019

Delegação do Partido Socialista no 1.º Maio da CGTP-IN

A Corrente Sindical Socialista da CGTP-IN a receber a delegação do Partido Socialista ao 1.º de Maio, integrada entre outros por Maria Antónia Almeida Santos e Porfirio Silva.

30 abril 2019

A minha intervenção no jantar de sindicalistas com Pedro Marques no Porto

A minha Intervenção, em nome da Corrente Sindical Socialista da CGTP-IN, no jantar de sindicalistas socialistas e independentes com Pedro Marques, cabeça de lista do Partido Socialista às eleições europeias de 26 Maio, na Sala dos Despachantes da Alfândega do Porto que se realizou a 30 de Abril de 2019.

A minha Intervenção no jantar de sindicalistas com Pedro Marques

A minha Intervenção, em nome da Corrente Sindical Socialista da CGTP-IN, no jantar de sindicalistas socialistas e independentes com Pedro Marques, cabeça de lista do Partido Socialista às eleições europeias de 26 Maio, na Sala dos Despachantes da Alfândega do Porto que se realizou a 30 de Abril de 2019.

25 abril 2019

JANTAR DE SINDICALISTAS SOCIALISTAS COM PEDRO MARQUES

Segundo informação do Blogue da CSS da CGTP:

A Tendência Sindical do Partido Socialista, que integra a Corrente Sindical Socialista da CGTP-IN, no âmbito das eleições europeias, promove um jantar de apoio ao Partido Socialista e à lista encabeçada por Pedro Marques.

Este jantar, comemora também o 1.º Maio, dia do trabalhador, e está aberto a sindicalistas socialistas e independentes da CGTP-IN que participam na actividade da CSS da CGTP-IN.

O Jantar realiza-se dia 30 de Abril, pelas 20 horas, na Sala dos Despachantes da Alfândega do Porto.

O Jantar tem um custo de 10 €, Para esclarecimentos e inscrições poderão usar o e-mail da CSS da CGTP-IN: (correntesindicalsocialista.cgtp@gmail.com)

03 abril 2019

LANÇAMENTO DE LIVRO SOBRE MARIA DE LOURDES PINTASILGO

Um livro sobre a única primeira-ministra que Portugal conheceu. Segui a sua candidatura à Presidência da República em 1986.
Uma vida dedicada à causa pública, da política ao social. Um livro da autoria da Marília Rosado Carrilho de Marvão.

A não perder!